CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B – DESEMPENHO COLORADO

Observação:

Apesar de ainda não ser como a torcida Colorada esperava, os gráficos de tendência projetam para dias melhores.

 

Observação:

Chegando ao final do 1º turno o Internacional começa a mostrar que quer a liderança e, agora com o time mais estruturado,  a qualidade e quantidade de jogadores no plantel Colorado deve começar a fazer a diferença.

 

Observações:

 

  1. A média geral das avaliações dos desempenhos dos jogadores foi 6,56, o que demonstra a razão principal da boa apresentação e vitória conquistada;
  2. Gutiérrez substituiu Sasha, aos 18 minutos, do 2º tempo (passível de avaliação;
  3. Carlos substituiu Damião, aos 31 minutos, do 2º tempo (passível de avaliação);
  4. Diego substituiu Camilo, aos 40 minutos, do 2º tempo (não passível de avaliação);
  5. Pottker marcou o primeiro gol do Internacional, aos 46 segundos, Damião aos 13 minutos e Carlos, aos 38 minutos, todos no 2º tempo;;
  6. Somente são avaliados jogadores que estiveram em campo em tempo igual ou superior a 15 minutos;
  7. As avaliações são individuais e originadas pelas observações de um grupo de simples torcedores depois do acompanhamento de cada jogo.

Observação:

A média de desempenho dos jogadores, por si só, justificam as atuais dificuldades encontradas, entretanto é preciso considerar que com a turbulência e a pressão existentes, dificilmente um jogador pode desempenhar no máximo de seu potencial.

Observação:

A grande maioria da torcida Colorada esperava que ao final do 1º turno essa diferença fosse bem maior, mas os maus resultados no Beira-Rio explicam isso.

Observação:

A esperança da torcida Colorada é que no 2º turno o Internacional encontre o encaixe necessário e as vitórias se multipliquem.

Observação:

Que foi ou viu os jogos tem certeza que os gols perdidos foram muitos e essa diferença poderia ter sido bem maior. O que se nota é que a defesa começa a mostrar a segurança que faltava.

Observação:

Pottker e Nico López concentram a maioria dos gols marcados, apesar das inúmeras oportunidades de gols perdidas.

Observação:

Os desempenhos e os resultados dentro do Beira-Rio foram muito aquém do histórico, ao longo dos anos,  de jogos do Internacional dentro do seu estádio.

Observação:

Fora do Beira-Rio os resultados não são ruins mas podem ser melhorados ainda mais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

About Antônio Carlos Pauperio

Antônio Carlos Pauperio
Sou apenas mais um dos simples torcedores do nosso INTERNACIONAL. Atualmente resido em Salvador, na Bahia, mas mesmo distante continuo sempre acompanhando e torcendo pelo sucesso de nosso Colorado e pela alegria da nossa torcida. Para acompanhar o que escrevo, fora do nosso blog, acesse o endereço http://discutindoavidanormal.blogspot.com

12 comments

  1. Como várias vezes falei aqui e algumas vezes alguns parças aqui acompanhavam o voto do relator kkkkkk, não é que é verdade o que falei: O nosso amado salve, salve, internacional não é escalado pelo treinador, é sim escalado PELOS EMPRESÁRIOS E DIRIGENTES, explico: CHEGOU DUAS RECENTES CONTRATAÇÕES, CAMILLO E DAMIÃO, logo no primeiro jogo, Camillo, saiu jogando pq Dalessandro estava afastado pelo cartão CERTÍSSIMO, agora, SACAR NL E COLOCAR DAMIÃO POR QUE??? SE O O URUGUAIO ERA TITULAR??? Sabe-se agora que a lesão muscular do NL era mentira, e diga-se de passagem se sou jogador DESMINTO logo depois de comunicado que não iria jogar. COMO É QUE PODE TER UM VESTIÁRIO AGREGADO, FECHADO, SE A DIREÇÃO E TREINADOR FAZEM ISSO??? Vejam bem não estou discutindo aqui se um é melhor do que outro, ACHO QUE FALTA UM POUCO DE JOGO DE CINTURA DO GORDIOLA E DA DIREÇÃO. Deixa o Nico sair jogando, e depois o substitui, e nos jogos seguintes aí sim coloca o DAMIÃO. Na minha modesta opinião de azedo kkkkkk ISSO CONTAMINA O VESTIÁRIO, NL tem companheiros que gostam dele lá, e ao ver ele contrariado e triste isso passa pra outros jogadores. ACHO QUE O INTER DEVE DEIXAR O GURI SEGUIR O DESTINO, se não serve vende, empresta para que seja feliz.

    • Antônio Carlos Pauperio

      Vanderlei, desconheço a fonte de tuas informações, mas também já escutei outras duas com outras versões. Camilo, como tu mesmo colocas, era uma substituição que “caiu no colo” com a suspensão, por cartões amarelos, do reincidente D´Alessandro. Na frente, Nico López ou Pottker seriam opções muito semelhantes. Tem definições gerenciais difíceis de explicar, mas acredito que lançar o Damião no Beira-Rio foi excelente ideia, pois seria difícil de crer que não fosse aproveitada a oportunidade de marketing, de motivação da torcida ou que tivesse sido contratado para ficar na reserva. Sinceramente, não gostaria que fosse colocado em campo somente amanhã, pois havia uma grande expectativa. Entendo que toda a definição tem prós e contras. Não gostaria que a chegada do Damião fosse a saída do Nico López, pois seria uma grande “burrada” dessa direção, pois afinal temos e queremos um plantel qualificado, titulares e reservas. Esse negócio de, em determinados momentos, jogador ficar na reserva e ficar triste ou emburrado é coisa para quem não é profissional e não comunga com espírito de grupo na conquista de objetivos.

  2. bike boy colorado

    Bom dia Paupério e demais Colorados(as)

    Desempenho Paupério, desempenho é o que devemos buscar. Bom desempenho é claro. Com o bom desempenho vem as vitórias. Com as vitórias vem a tranquilidade, a confiança, a certeza que a equipe pode mais.

    Passa uma impressão de que o nosso pior momento na série b já passou. Nosso desempenho em um certo momento fora de Beira-Rio até que era bem razoável. Mas dentro de casa não conseguíamos nos impor, empatando em série vários jogos a até amargamos uma derrota.

    A partir do jogo contra a Luverdense mudou a coisa positivamente para o nosso lado em nosso templo. Contra o time de Lucas de Rio Verde, Oeste e Goiás foram três vitórias, seis gol pró Inter e zero gol sofrido. Nossa defesa apresentou uma certa solidez e nossa força ofensiva está se impondo aos adversários.

    Verdade que continuamos desperdiçando muitas oportunidades de gols. Sim, só que só perde muitos gols quem cria as condições para que esses gols aconteçam. Muitas vezes sobra afobação e falta frieza na hora da execução do tiro final. Quanto mais melhorar o desempenho = mais vitórias, menos tenso vai estar nosso atacante na frente do goleiro adversário quando a chance de gol aparecer. As coisas estão sempre muito ligadas.

    No geral até agora fizemos 23 gol e sofremos 13. Desperdiçamos 3 pênaltis. Que se fossem convertidos nos deixariam com 26 gols , e uma proporção de dois x um na relação gols efetuados x gols sofridos.

    Guto Ferreira está dando uma sequência à equipe e definindo cada vez mais um time titular.

    Goleiro é o Talibã, LD Winck, dupla de zaga Klaus e Cuesta e LE Uendel.
    Volantes R. Dourado e Edenílson, Meia de ligação D’Alessandro, meias atacantes pelos lados Pottker e Sasha e centro-avante Damião.

    Só que aí o nosso coach passa a ter algumas boas dores de cabeça, onde colocar o Camilo (uma opção é ele revezar com o D’ale que só aguenta um jogo x semana), como manter o Nico na reserva, ele que vem sendo um dos goleadores da temporada, como o GF vai tirar Sasha do time, se o nosso 9 deu um certo equilíbrio ao time ali pelo lado esquerdo. Carlos mostrou mais uma vez que é um reserva útil, de CENTRO-AVANTE, não para jogar pelos lados. Pottker nos passa uma impressão que pode mais, numa meia cancha (tipo Dourado, Edenílson e Charles) fortalecida e segurando um dos laterais, talvez possa ser tentada uma opção mais ofensiva com o trio Pottker, Damigol e Nico Lopez. Tudo contigo Guto!

    Em tempo, repórteres que cobrem os treinos do Inter tem falado bem do Bruno Gomes (aquele guri que andou lá pelo Genoa da Itália). Dizem que no ítem finalização o cara está muito bem.

    Com o bom desempenho vem as vitórias. Com as vitórias a paz. Com a paz coisas boas começam a acontecer, caracterizando um círculo virtuoso.

    Abraços!

    • Antônio Carlos Pauperio

      Bike boy Colorado, sem ressalvas, excelente comentário e colocações muito pertinentes. Gostaria de ver Danilo, Winck (se se definir, defender e avançar, mas não pode ficar nessa de nem defender, nem avançar), Klaus, Cuesta, Uendel (tem de melhorar seu desempenho), Dourado, Edenilson, Camilo (passando para a esquerda quando da substituição do D´Alessandro), D´Alessandro, Pottker (revezando com o Nico, o que estiver melhor) e Damião.

    • Gaude

      Grande Bike, nada a opor e sim a contribuir com o excelente apanhado que colocas aqui à disposição para nós todos.
      Eu apenas tiraria Sasha que penso ser inferior ao Nico, ao Pottker e o equilibrio que citas, seria na marcação? Porque no ataque o Sasha perde gols em profusão o que lhe dá credenciais de um bom reserva, nunca titular. Só isso. No resto, estou contigo.
      Desculpe a intromissão amigo Pauperio, mas já foi dito tudo sobre o excelente post oferecido por ti. Eu apenas me animei a complementar alguma coisa dos amigos, Naladar e Bike.
      Grande abraço

      • bike boy colorado

        Prezado Gaude, contra o Oeste o Sasha foi um dos melhores, atuando como atacante mesmo, fazendo gole com boa participação em conclusões. Claro que é importante àquela recomposição que ele faz pelo lado. O Sasha é aquele atacante que entra de surpresa na área para conclusão. Concordo contigo que ele perde alguns gols imperdíveis. É que o time começa a encaixar com ele no time, por isso a minha “simpatia” pelo 9 ali pela esquerda.

        Mas com a chegada do Damigol, Camilo, a presença do NL, podemos tentar outras alternativas, por que não?

        Abraço e valeu pelo retorno!

      • Antônio Carlos Pauperio

        Gaude, quanto a mim, quanto maior a participação, mais contribuições para um convívio sadio e você tem carta branca.

  3. Dorian R. Bueno
    Dorian R. Bueno

    COLORADOS, QUEM CRIA OPORTUNIDADES SEMPRE PODERÁ FAZER GOLS !!!

    Agora com mais calma é possível ser realista para assumir que ainda falta muita consistência de aproveitamento em relação à quantidade de chances de GOLS que são criadas, e perdidas para definir logo a partida.
    Assisti um bombardeio de chutes sem alvo ou fraquinhos na cara do ótimo goleiro Marcelo Rangel, que foi tremenda e aterrorizante antes de sair os nossos GOLS, para acalmar os ânimos.
    Lógico que precisamos entender que quem cria mais oportunidades poderá fazer os seus GOLS, quando os jogadores acertam a direção certa, mesmo sendo um de cabeça, um de pênalti e o último quase dentro da goleira, mas poderia ter sido bem melhor esta performance.
    O que chamou atenção durante o jogo além da garra de todos, foi à quantidade de atacantes que o time do INTERNACIONAL colocou dentro da área do Goiás a cada ataque.
    Evidente que atacando deste jeito, sempre sobrará à BOLA para alguém competente fazer MUITO MAIS GOLS.
    Amanhã contra o Guarani, vamos encerrar o primeiro turno da Série B e não sabemos o que poderá rolar dentro do Brinco de Ouro.
    Mas, com certeza o COLORADO precisa melhorar demais o aproveitamento dentro e fora no segundo turno, que já está batendo na porta.

    RESCALDO DE AGRADECIMENTOS:
    Olá Adriana, Pauperio, Bike Boy Colorado, Gaude, Naladar e todos os demais amigos aqui do BAC.
    Que Deus possa sempre abençoar todos independente do jeito que escrevem, para relatar os vossos sentimentos pelas coisas que o Internacional apronta dentro do campo, Amém.

    Abs. Dorian Bueno, Google+Plus, POA, 04.08.2017

    • Antônio Carlos Pauperio

      Dorian, concordo contigo e acredito que esse aproveitamento poderá melhorar muito a medida que a pressão for diminuindo e a confiança voltar aos jogadores, de forma com que possam, com mais calma, fazer os chutes a gol. Um resultado positivo nesse jogo contra o Guarani, no Brinco de Ouro, em Campinas, é fundamental para que a confiança cresça na equipe e terá reflexos importantes para o 2º turno.

      • Dorian R. Bueno
        Dorian R. Bueno

        OS JOGADORES COLORADOS DESCOBRIRAM QUE É ÓTIMO PODER SORRIR !!!

        Será ótimo ver o time do Internacional jogar hoje contra o bom time do Guarani, um FUTEBOL COMPETITIVO VENCEDOR, como o líder da Série B – América-MG e o Corinthians na Série A.
        Quem sabe jogando desta forma poderemos alcançar a terceira VITÓRIA consecutiva e ficar bem colado no G4.
        Desejo que o Colorado possa ter nesta derradeira partida do primeiro turno em pleno Brinco de Ouro, um futebol alegre, intenso, agudo, quem sabe mais atrevido, mas com responsabilidade tática e técnica dentro do campo em prol de todo o grupo de jogadores.
        Desta forma todos ficariam felizes, menos tensos, por que se divertir jogando futebol e alcançar a tão esperada vitória é maravilhoso, ainda mais quando tudo flui naturalmente dentro do campo sem muitos erros ou expulsões banais.
        Precisamos surpreender o adversário com fatos novos, acrescentando muito mais vontade, capacidade de raciocínio rápido para organizar e executar as jogadas com perfeição e sem afobação.
        Futebol é sempre encantador e simples, mas os jogadores não podem entregar a bola de bandeja ao adversário e nem errar aqueles GOLS na cara do goleiro como no último jogo. Amém.

        Abs. Dorian Bueno – Google+Plus, POA, 05.08.2017

  4. Alô você Pauperio!
    Mesmo com as recentes vitórias em “casa” o desempenho fora ainda é superior. O ideal é que se mantivesse o rendimento fora e aumentasse o caseiro Os gráficos estão cada vez mais elucidativos. Parabéns parceiro
    Coloradamente,
    Melo

    • Antônio Carlos Pauperio

      Melo, concordo contigo. Se os resultados dentro do Beira-Rio forem os que deveriam ter sido nesse primeiro turno e que a campanha fora se mantenha (acredito que possa melhorar), chegaremos no final do campeonato com a taça nas mãos. Quanto aos gráficos, obrigado, mas sempre fic aguardando novas sugestões que possam enriquecer ainda mais as informações.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*