TORCEDOR COLORADO, UMA JÓIA RARA

Observando os torcedores Colorados no Beira-Rio, nos diversos lugares por onde temos a satisfação de poder compartilhar, percebemos que se tratam de verdadeiras joias raras que, mesmo conflitante com o conceito, são abundantes. É um povo, incomum, difícil de encontrar em outro local e apaixonado pelo seu clube do coração, o Sport Club Internacional. Valor inconteste, inigualável e insuperável, felizmente cativo do Beira-Rio. Quanto maiores são as conquistas e as vitórias, maior é o orgulho e os momentos de intensa felicidade proporcionada para suas vidas, pulverizando e reduzindo a cinzas os momentos de tristeza do passado.

Nos jogos no Beira-Rio podemos vivenciar a torcida Colorada, formada de gente de bem de todas as raças, credos e condições sociais, em seus momentos sublimes de demonstrações de incentivo ou de insatisfação, gritando, entoando canções, aplaudindo, chiando quando discorda de uma decisão controversa da arbitragem e até algumas vaias e raros impropérios. A insuperável e incansável charanga se faz presente e seu som são presenças obrigatórias, completando dotando de alegria contagiante o espetáculo.

Apesar de o Brasil ser um dos países com o maior número de torcidas organizadas, apesar dos excelentes propósitos de suas criações, muitas vezes essas aglomerações organizadas são utilizadas para cometer exageros não condizentes com o convívio entre torcedores e à prática do respeito mútuo. Acredito que seriam bem mais úteis se conseguissem agregar todos os demais torcedores. Para os verdadeiros amantes do futebol, a maior e mais insuperável torcida que existe, é a soma de todos os torcedores no estádio, irmanados e todos torcendo para o mesmo cube. Essa é a maior e mais autêntica torcida organizada existente em estádios de futebol.

Muitas vezes fico observando e pensando onde devem estar guardados os problemas pessoais e sociais dessa gente toda, que com certeza existem, durante um jogo de futebol. São raros os momentos onde só existe o pensamento direcionado a um objetivo ou a um clube, na crença no bom desempenho da equipe e de alcançar um objetivo, a vitória. Quem dera que houvesse mais momentos como esse, onde a crença em um objetivo válido, positivo e de bem, pudesse conduzir à união, à convivência pacífica, o respeito mútuo, a igualdade e o atingimento de objetivos. Todos os grandes problemas da humanidade estariam resolvidos. São momentos de incontestável pureza e simbiose.  

Por outro lado, fico imaginado o que faz torcedores Colorados do mundo todo, não só aqueles que tem o privilégio de poder comparecer ao Beira-Rio, se sentirem parte dessa sinergia e energia positiva que move o clube. Verdade seja reconhecida, mesmo fisicamente longe, esse sentimento brota fácil no coração dos Colorados e soma-se a energia dos torcedores presentes no Beira-Rio. Mesmo, muitas vezes muito distantes de Porto Alegre, sentem-se parte integrante da torcida presente no Beira-Rio, pois se sentem muito bem representados.

Por essas e outras razões, podemos considerar o torcedor Colorado, nessa imensidão de torcidas de clubes no mundo do futebol, uma joia rara, única e inigualável, pois foi lapidada pelo amor e respeito a um clube. Nos momentos de alegria, sabe externar, como ninguém, toda a sua felicidade e, nos raros momentos de tristeza, sabe segurar a dor no seu peito, admitir os erros cometidos e o melhor momento do adversário, mas, mesmo se sentindo destroçado internamente, não deixa de apoiar o seu clube, de fazer parte dessa Massa Colorada e de acreditar na sua energia para criar um futuro melhor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

About Antônio Carlos Pauperio

Antônio Carlos Pauperio
Sou apenas mais um dos simples torcedores do nosso INTERNACIONAL. Atualmente resido em Salvador, na Bahia, mas mesmo distante continuo sempre acompanhando e torcendo pelo sucesso de nosso Colorado e pela alegria da nossa torcida. Para acompanhar o que escrevo, fora do nosso blog, acesse o endereço http://discutindoavidanormal.blogspot.com

4 comments

  1. Alô você Pauperio!
    Toda a vez que escuto o “dirigente” referir: É hora da torcida”, fico pensando; esse senhor decorou a matéria, não conhece o procedimento dos torcedores. Se existe algo desnecessário, é essa conclamação. Seria interessante que os dirigentes , em sua maioria, efetivamente conhecessem o torcedor.
    Coloradamente,
    Melo

    • Antônio Carlos Pauperio

      Melo, realmente se os dirigentes resguardassem o sentimento do torcedor Colorado e conhecessem um pouco da mentalidade Colorada, saberiam que o nosso torcedor é fiel e considera o Internacional acima de tudo. Acredito que essas afirmações são somente para “fazer média”, pois na verdade não traduzem sentimentos verdadeiros de quem os transmite. Nunca esqueci de uma derrota na final do campeonato gaúcho de basquete, quando frustramos as expectativas da torcida Colorada que lotava o Ginásio da Olimpíada (depois da BM). Não foram poucos os que se sentiram envergonhados, tristes e que não derramaram lágrimas. A conquista do título do campeonato estadual daquele ano, que viria logo a seguir, passou a viver intensamente na cabeça e no coração de todos, pois juramos nunca mais ver a torcida Colorada sofrer. Vencemos, vencemos pela torcida e pelo nosso amor ao Internacional. Tenho certeza absoluta que, Santa Maria se preparou para ver nova vitória do Cruzeiro, de Porto Alegre, que nos tinha derrotado, e viu o peso e o valor dessa camisa Colorada e desse sentimento pelo Internacional. Desculpe se cometo alguma injustiça, mas só quem é torcedor Colorado sabe o que significa honrar essa camisa e não frustrar os sonhos dessa massa maravilhosa. Não precisa conclamar ou pedir apoio, porque ele está sempre disponível, pois essa torcida sempre esteve presente, traz consigo uma energia imensurável e sabe valorizar os esforços de quem veste e honra essa camisa, nas horas boas ou ruins.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*