UM LUGAR CHAMADO PARAÍSO

 

Por Adriano García -El Mago

Paraíso a fonte inexplorável de perfeição onde para alcança lo é preciso aprendizado e entendimento. A palavra paraíso deriva do termo avéstico pairi-daeza (uma área/jardim murada), composto por pairi- (ao redor), um cognato do grego peri-,e -diz (criar, fazer). Uma palavra associada é o sânscrito paradesha que literalmente significa país supremo. Um lugardescrito por diferentes religiões onde o clima é ameno, há abundância de alimentos e recursos, e não há guerras, doenças ou morte. Normalmente, a vida no paraíso seria a recompensa após a morte para as almas dos que seguem corretamente os preceitos de cada religião. Um jardim cercado ao estilo dos jardins persas. Fontes tão antigas quanto Xenofonte em seu Anabasis[, discorrem sobre o afamado “paraíso” dos jardins persas. Na dinastia persa dos Aquemênidas, possivelmente antes Mesopotâmia, o termo não era só aplicado aos jardins “paisagistas”, mas especialmente aos terrenos para caçadas reais, a forma mais antiga de reserva para a vida selvagem, destinada para a prática da caçada como esporte; em várias culturas em contato com a natureza, o paraíso é retratado como um eterno campo de caçadas, não apenas em culturas relativamente primitivas; por exemplo, os índios norte-americanos, mas também em civilizações mais avançadas, essencialmente agrícolas, como os “Campos de Junco” dos egípcios e os Campos Elísios dos gregos.

Os Campos Elísios (em grego: Ἠλύσιον πέδιον, transl.: Ēlýsion pédion) é o paraíso na mitologia grega, um lugar do mundo dos mortos governado por Hades, oposto ao Tártaro (lugar de eterno tormento e sofrimento). Nos Campos Elísios, os homens virtuosos repousavam dignamente após a morte, rodeados por paisagens verdes e floridas, dançando e se divertindo noite e dia, descrição semelhante ao céu dos cristãos e muçulmanos. Neste lugar, só entram as almas dos heróis, santos, sacerdotes, poetas e deuses. As pessoas que residiam nos Campos Elísios tinham a oportunidade de regressar ao mundo dos vivos, coisa que só alguns conseguiam.

Ninguém cala o pensamento e ninguém pode dar ordens a ele, sem a permissão do próprio pensador. Essa é uma questão a ser analisada para que o pensamento seja compreendido, mas temos o sentimento. E isso já nos deixa em ponto crucial da existência. Pois bem a dois passos do paraíso está o escrete colorado, falta pouco para a confirmação do acesso e a cada jogo a ansiedade só aumenta. Foi infernal, dolorido, angustiante e as vezes revoltante toda a situação mas o aprendizado foi essencial para a reconstrução de um time, de um amor, de uma paixão. E não está aqui a descrição que tudo estão certo, há ainda alguns pontos a serem corrigidos pois a perfeição ela é alcançável, porém deverás demorada. Agora com uma equipe mais equilibrada e com esquema definido, com um padrão de jogo onde as peças que saem por lesão ou suspensão são substituídas por outras que entram e dão conta do recado. Mas é preciso destacar que a perfeição ainda não está atingida. E que o  tormento de disputar uma série a baixo deixou o torcedor estarrecido, perplexo e de coração dilacerado pois o colorado agora começa a alcançar os objetivos traçados. Falta pouco duas vitórias, três talvez para garantir a Série A. Algumas perguntas pairam pelas mentes mirabolantes do torcedor – será este elenco o melhor para garantir o acesso e o título? Já é possível pensar em 2018? A resposta está perto de um sim gigantesco. Mas os números são precisos trazem um panorama bem mais tranquilo do que era no começo da temporada. O Inter chegou a quinta vitoria seguida, contra o Paraná Clube na próxima partida pode atingir a sexta vitória. E o melhor ataque com 43 gols marcados, uma das melhores defesas com 19 gols sofridos; nos últimos 11 jogos perdeu só uma partida. Na verdade respondendo às perguntas este elenco para subir e ser campeão sim, no entanto para 2018 será necessário uma qualidade um pouco maior. Algumas posições vão precisar de reposição ou até mesmo uma qualificação maior. Além disto tudo o que fica realmente e o aprendizado e a recuperação da auto estima perdida durante a temporada passada, é claro que nem todos estavam no descenso no entanto o peso da circunstância estava demais; desconfiança era muito grande e aos poucos o Guto foi mudando lentamente as coisas. Hoje já é possível perguntar a torcida quem são os onze titulares que todos sabem escalar. Agora é segurar a ansiedade para gritar “eu voltei para ficar pois aqui é meu lugar” porque #OInterNaoDorme….

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

About Adriano Garcia

Adriano Garcia

4 comments

  1. Perfeito Adriano, estamos agora mais equilibrados, todos, inclusive nós torcedores. As sensações variam de acordo com cada pessoa, cada personalidade. No aspecto geral, sente-se alívio, ansiedade, para muitos alegria, orgulho, protagonismo. Eu já me manifestei e vou manter a coerência que vejo a volta à serie A uma obrigação para o INTER. A conquista do título também poderia ser vista assim, mas ficar entre os quatro não seria desonroso. O que eu não desejo é transformar essa campanha de regresso à elite uma jornada épica como alguns clubes já o fizeram. É uma forma bem pessoal de ver as coisas. Valorize-se a organização, a reorganização, o trabalho, o planejamento, as convicções e as correções de decisões equivocadas. Tudo isso deve e será reconhecido. Mas não quero ver tudo isso como algo extraordinário, pois somos de outro patamar, mesmo que momentaneamente disputando competição menor. SC.

  2. Leandro Godoy
    Leandro Godoy

    Oi Adriano, perfeito. Traduzisse todo o pensamento, o desejo e a vontade de um colorado de coração. Torcedor que sofreu, foi humilhado, chorou e viu um começo de ano terrível que assombrou à todos, deixando-nos estupefatos, atônitos e pensando que o pior ainda estaria para acontecer. Mas conseguimos, somos vitoriosos, porque não, demos a volta por cima, seremos campeões da série B, com muito orgulho, para provar que somos grandes também nas adversidades, por isso somos o Campeão de Tudo. Valeu.
    Ledandro

  3. Antônio Carlos Pauperio

    Adriano, sempre brilhantes os teus textos. Parabéns! É evidente o crescimento do time do Internacional em 2017 e, ao que tudo indica, vamos comemorar esse título da Série B. Muita gente tem facilidade para criticar, mas tem dificuldades em reconhecer os acertos. É inegável o mérito dessa gestão, do atual treinador, dos atletas e todos que trabalham na retaguarda, que souberam “segurar” os nervos e vencer as maiores dificuldades que se apresentaram. As cobranças foram muito fortes, em determinados momentos, até cruéis, e só com muita união, fibra e vergonha na cara poderia resultar no que estamos vendo hoje. Como um simples Colorado, que estava com o coração dilacerado (como você define no teu texto), só posso agradecer a todos, pois, mesmo nunca deixando de acreditar, em certos momentos a descrença e o desespero rondou meus pensamentos, só não me fazendo deixar de acreditar pelo amor que sinto a esse clube..

  4. Alô você Adriano!
    Nunca em tempos modernos esperamos tanto por um ‘SIM GIGANTESCO”. Notável Adriano, notável.

    Coloradamente,
    Melo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*